• Resumos científicos

    Está no ar o site que reúne os resumos científicos do XVIII CBTO. Acesse:

    CBTO 2013 – Resumos científicos

  • Test page

  • O CONGRESSO


    A Terapia Ocupacional tem registro desde os primórdios da existência do homem. No Brasil, o reconhecimento e inserção nos campos de atuação esta relacionado ao trabalho realizado pela Associação brasileira dos terapeutas ocupacionais – ABRATO e as Associações Regionais, bem como pelo Sistema COFFITO-CREFITO/s.

    Nestes últimos  anos a categoria realizou vários eventos, porém há pouco mais de 20 anos, a ABRATO instituiu a modalidade denominada de Congresso Brasileiro. O Congresso Brasileiro de Terapia Ocupacional é um evento bienal, e que aconteceu em diferentes regiões do Brasil, tendo como premissa a existência da Associação regional e a sua filiação na Abrato e na WFOT.

      O evento já foi realizado nas diferentes regiões do país:

    1989 – I CBTO na cidade de Recife – PE
    1991 – II CBTO na cidade de Fortaleza – CE
    1993 – III CBTO na cidade de Curitiba – PR
    1995 – IV CBTO na cidade do Rio de Janeiro – RJ
    1997 – V CBTO na cidade de Belo Horizonte – MG
    1999 – VI CBTO na cidade de Águas de Lindóia – SP
    2001 – VII na cidade de Porto Alegre – RS
    2003 – VIII CBTO na cidade de Foz do Iguaçu e V Latino Americano de Terapia Ocupacional
    2005 – IX CBTO na cidade de Recife – PE
    2007 – X CBTO na cidade de Goiânia – GO
    2009 – XI CBTO na cidade de Fortaleza – CE
    2011 – XII CBTO e IX Congresso Latino Americano de Terapia Ocupacional na cidade de São Paulo – SP


    A cada edição, o número de participantes apresenta um significativo aumento. Na última edição, realizada em 2011 na cidade de São Paulo, os organizadores indicam a presença de cerca de dois mil e quinhentos terapeutas ocupacionais do Brasil e do Mercosul, possibilitando assim a efetiva atualização da ciência através do acesso a informações, pesquisas e seus resultados, assim como e contabilizar as conquistas advindas do trabalho ora desenvolvido.

     

    Motivação para esta realização

    Oportunizar a comunidade cientifica e civil o conhecimento aprofundado os benefícios desta ciência. Entre os profissionais, viabilizar a já tradicional troca de conhecimento possibilitando maior qualificação na atuação e por consequência maior resolutividade no emprego de técnicas e métodos no raciocínio clínico terapêutico ocupacional.  

    Atividades do Congresso

    Dentre as atividades realizadas durante o congresso, acontecerão: palestras, mini cursos, apresentação de trabalhos, mesas redondas além de atividades paralelas como Simpósio Satélite, Simpósios Temáticos como, por exemplo, em Contextos Hospitalares, Contextos Sociais e outras especialidades reconhecidas para Terapia Ocupacional, cursos pré-congresso e espaço para feira de produtos específicos da área.

     

    Objetivos gerais

    - Promover o intercâmbio entre os diversos atores e as diferentes práticas;

    - Ofertar ao profissional espaço para a discussão técnico cientifica;

    - Promover a Terapia Ocupacional junto à comunidade e aos gestores dos serviços;


     

    Objetivos específicos

    - Promover reflexão critica sobre atuação profissional pautada na postura ética-política;

    - Discutir ações Pró- Terapia Ocupacional no campo da formação e de práticas;

    - Fomentar o debate da responsabilidade sócio-profissional sobre as questões da humanização, cidadania, ética, controle social, direitos humanos, política e gestão estratégica;

    - Promover debate de metodologias de ensino e aprendizagem capaz de atender as necessidades de uma formação profissional voltada para os desafios contemporâneos.
     

    Público-alvo

    O XIII Congresso Brasileiro de Terapia Ocupacional de 2013 tem como público alvo: Docentes, discentes e os profissionais terapeutas ocupacionais e comunidade em geral.
  • ABRATO

     

    O Promotor

    A Abrato é a única associação nacional que representa os terapeutas ocupacionais e congrega 14 associações regionais, fundada em 14 de julho de 1989. Tem como finalidade, congregar os terapeutas ocupacionais de todo o país, em torno de um ideal comum, num esforço deliberado pela categorização e elevação da classe em todos os setores de sua atividade.

    Associação dos terapeutas ocupacionais do estado de São Paulo- ATOESP
    Associação Dos terapeutas ocupacionais do Rio de Janeiro – ATOERJ
    Associação dos terapeutas ocupacionais do Distrito Federal – ATODF
    Associação dos terapeutas ocupacionais de Goiás – ATOGO
    Associação cultural dos terapeutas ocupacionais do estado do Paraná- ACTOEP
    Associação dos terapeutas ocupacionais do Rio Grande Do Sul – ATORGS
    Associação dos terapeutas ocupacionais da Bahia – ATOBA
    Associação dos terapeutas ocupacionais de Pernambuco – ATOPE
    Associação dos terapeutas ocupacionais de Alagoas – ATOAL
    Associação cearense dos terapeutas ocupacionais – ACTO
    Associação dos terapeutas ocupacionais do Rio Grande do Norte – ATORN
    Associação brasileira dos terapeutas ocupacionais, regional Santa Catarina – ABRATO-SC
    Associação brasileira dos terapeutas ocupacionais, regional Pará – ABRATO-PA
    Associação brasileira dos terapeutas ocupacionais, regional Piauí – ABRATO-PI

     

    O Realizador

    Associação brasileira dos terapeutas ocupacionais, regional Santa Catarina – Abrato-SC, é uma associação de classe, sem fins lucrativos, que representante dos terapeutas ocupacionais de Santa Catarina, e tem suas ações estruturadas sob o eixos:

    Científico,
    Político e
    Cultural


    Visa fomentar o estudo da Terapia Ocupacional, suas competências e a qualificação da prática profissional em Santa Catarina.

    Em 2013, terá o prazer de realizar a décima terceira edição do Congresso Brasileiro de Terapia Ocupacional acolhido pela bela ilha de Florianópolis.
  • Florianópolis, Santa Catarina


    Um paraíso na forma de um pedacinho de terra cercado pelo mar. Suas belezas naturais encantam os turistas e as suas 42 praias e lagoas são os arranjos de um paraíso na forma de uma linda composição. Dona de um clima agradável, uma rica cultura açoriana e excelente culinária, a capital catarinense possui uma das melhores qualidades de vida do País, uma completa infra-estrutura hoteleira e aeroporto internacional, o que fazem da cidade uma ótima opção para negócios. Florianópolis, com uma das mais antigas povoações do estado de Santa Catarina está localizada na rota do MERCOSUL. Tem como diferencial a riqueza herdada da cultura açoriana e possui um maravilhoso e preservado patrimônio histórico.









    Centro de Convenções Centrosul


    O Centrosul é o maior centro de feiras e convenções do estado. Localizado estrategicamente no centro da ilha de Santa Catarina, possui fácil acesso para o continente, Rodoviária e próximo à avenida que dá acesso ao Aeroporto. Já sediou diversos eventos entre feiras e congressos nacionais e internacionais.




    Onde fica:

    Endereço: Av. Governador Gustavo Richard – Centro Florianópolis – SC 88010-290‎
    Telefone: (48) 3251-4000
    O CentroSul está estrategicamente localizado no centro da cidade de Florianópolis.
    Referência visual para quem chega a Ilha via Ponte Pedro Ivo, o CentroSul está a 13 Km do Aeroporto Internacional Hercílio Luz e 500 m do Terminal Rodoviário Rita Maria.

    Mais informações: centrosul.net
    Veja no Google Maps: Mapa de localização
  • 13 de outubro

    - Credenciamento
    – Cursos Pré-Congresso
    – Feira de Oportunidades
    – Solenidade de Abertura – Palestra Magna
    – Comemorações alusivas ao dia do terapeuta ocupacional

    14 de outubro

    - Programação científica
    - Assembleia da Abrato
    - Palestra Magna
    - Feira de Oportunidades


    15 de outubro

    - Programação científica
    - Palestra Magna
    - Feira de Oportunidades


    16 de outubro

    - Programação científica
    - Assembleia da Abrato
    - Palestra Magna de Encerramento
    - Feira de Oportunidades

    Programação completa – atualizada 10-11-2013


    Baixe a programação detalhada
    * Arquivo PDF (.pdf)
  • 08/01 a 12/02

    13/02 a 17/08

    18/08 a 01/10

    No local

    Estudante Sócio

    R$ 195,00

    R$ 235,00

    R$ 335,00

    R$ 420,00

    Estudante Não Sócio

    R$ 285,00

    R$ 325,00

    R$ 405,00

    R$ 510,00

    Profissional Sócio

    R$ 335,00

    R$ 415,00

    R$ 495,00

    R$ 595,00

    Profissional Não Sócio

    R$ 485,00

    R$ 565,00

    R$ 645,00

    R$ 745,00

    Profissionais de áreas afins

    R$ 485,00

    R$ 565,00

    R$ 645,00

    R$ 745,00

     

    Confirme sua inscrição

     

    As inscrições estão encerradas.

    IMPORTANTE: os associados da ABRATO foram previamente cadastrados em nossos sistemas, salvo os casos de cadastro desatualizado. Se, no momento da inscrição houver dificuldades de identificação do seu cadastro entre imediatamente em contato com a sua regional para atualização do mesmo. Somente depois disso você conseguira efetivar sua inscrição na categoria de ASSOCIADO. LEIA BEM AS REGRAS ANTES DE EFETIVAR SUA INSCRIÇÃO. Em caso de dúvida, entre em contato com cbto2013@ag3eventos.com.br  

    REGRAS DE INSCRIÇÃO

    REGRAS GERAIS Os interessados deverão inscrever-se exclusivamente através do site www.cbto2013.com.br, até dia 01/10/2013. Após esta data as inscrições ocorrerão somente no local do evento, e estarão sujeitas a disponibilidade de vagas e de material de participantes. Os valores de inscrição mudam a cada período anunciado. Consulte a tabela de valores antes de realizar sua inscrição. Para categoria de ESTUDANTE, sócio ou não sócio, será obrigatória a apresentação de comprovante de matricula atualizado no momento do credenciamento. (última mensalidade, carteirinha da universidade na validade). Portanto, o interessado deverá considerar que no dia 13/10/2013, momento do credenciamento, ainda seja ESTUDANTE de graduação em Terapia Ocupacional, de pós-graduação reconhecidas/vinculadas pelo MEC (Latus senso, strito senso, …). A não apresentação do comprovante implicará no enquadramento do inscrito na categoria de profissional (sócio ou não sócio) gerando uma diferença no valor de inscrição correspondente à nova categoria. O pagamento da diferença deverá ocorrer no momento do credenciamento sob pena de não participação no evento. Não será permitida a entrada de acompanhantes nos auditórios e nas sessões de abertura e de encerramento. A participação de acompanhantes nos eventos sociais, caso hajam, será cobrada à parte na secretaria do evento.   INSCRIÇÕES EM CURSOS PRÉ-CONGRESSO E TRABALHOS CIENTÍFICOS Para inscrever-se nos CURSOS PRÉ CONGRESSOS ou submeter um TRABALHO CIENTÍFICO à avaliação, é obrigatória a inscrição no congresso; Os CURSOS PRÉ CONGRESSO terão vagas limitadas e serão cobrados à parte do valor de inscrição. Por enquanto não há definição de valores nem temas. Aguarde por maiores esclarecimentos. Para submissão de TRABALHO CIENTÍFICO, não haverá cobrança a parte. Todo inscrito terá direito a submeter ao menos 1 trabalho com AUTOR e outros 2 trabalhos como CO-AUTOR. Detalhes das regras de inscrição de trabalhos estão em definição. Aguarde por maiores esclarecimentos. O inscrito deverá utilizar-se de sua senha e login para inscrever-se em um CURSOS PRÉ-CONGRESSO ou submeter um TRABALHO CIENTÍFICO. As inscrições para os cursos PRÉ-CONGRESSO e TRABALHOS CIENTÍFICOS estarão abertas em breve. Fique atento no site do CBTO 2013.   FORMA DE PAGAMENTO Boleto bancário à vista – O boleto à vista tem vencimento para dois dias, caso perca o vencimento poderá imprimir um novo boleto no site do evento, com o valor vigente.   CONFIRMAÇÃO DE INSCRIÇÃO A baixa da inscrição online será concluída após a confirmação de quitação do boleto bancário que pode levar até 5 dias a partir do dia do pagamento. Para garantir, tenha seu comprovante de pagamento em mãos no momento do credenciamento.   CÓDIGOS E SENHAS Serão cadastrados login e senha no momento da realização da inscrição que permitira que o inscrito escolha as atividades que pretende participar, inscreva seus trabalhos, imprima segunda via de boletos, realize alterações cadastrais e imprima o certificado de participação depois do evento.   BENEFÍCIOS CONCEDIDOS AO CONGRESSISTA APÓS A INSCRIÇÃO Congressista: material do participante, livre acesso a sessão de abertura, salas e à área da exposição. Acompanhantes: Acesso à área da exposição e espaço de convivência.   POLÍTICAS DE CANCELAMENTO Não haverá restituição de valores em caso de cancelamento.   CREDENCIAMENTO Material do congressista: Só poderá ser retirado pelo próprio inscrito mediante a apresentação do documento de identidade. O material não poderá ser retirado por terceiros. PARA ESTUDANTES: a apresentação do comprovante de matricula é obrigatória no momento do credenciamento. A perda do crachá implicará na cobrança de uma taxa no valor de R$ 50,00 a cada nova impressão.   CERTIFICADOS Os certificados estarão disponíveis, exclusivamente online no site www.cbto2013.com.br por três meses após o término do congresso.
  • VIAGEM E HOSPEDAGEM

    Parceiros CBTO 2013

    Aproveite os parceiros do CBTO 2013 e garanta sua viagem ao evento com mais economia e facilidades!
    Reservas com valores promocionais diretamente com a Amplestur.

    Descontos exclusivos para compra de passagens TAM com a Amplestur!

    Até 25% sobre os valores anunciados no período do congresso voando de qualquer local do Brasil para Florianópolis! Aproveite o desconto!

    Central de Vendas:
    Gde. Florianopolis – (48) 2108 9422
    Outras localidades – 0800 601 9422

    Email: contato@quandoviajo.com.br
    Site: www.quandoviajo.com.br  
  • Florianópolis é a capital do estado de Santa Catarina e uma das três ilhas-capitais do Brasil. Segundo relatório divulgado pela ONU em 2000, Florianópolis destaca-se por ser a capital brasileira com o melhor índice de desenvolvimento humano (IDH), índice que também a torna a quarta cidade brasileira com a melhor qualidade de vida. Localiza-se no litoral do estado e é banhada pelo Oceano Atlântico, possuindo cerca de 100 praias, consideradas também as continentais.

    A imagem “cartão-postal” que a identifica é a famosa Ponte Hercílio Luz, inaugurada em 1926, tendo sido a primeira ligação rodoviária entre a ilha e o continente. Por ter uma forte colonização açoriana, a cultura local preserva vários traços desta história, sendo preservado o patrimônio arquitetônico com casas e prédios de estilo açoriano (alguns com mais de 100 anos), presença da pesca artesanal, renda de bilro (renda manual), manufatura de artesanato e tradições populares com danças e apresentações folclóricas, entre elas o Boi-de-mamão.

    A dança do Boi de Mamão é a dança folclórica mais apreciada da região, envolvendo dança e cantoria em torno do tema épico da morte e ressurreição do boi. Esta brincadeira é encontrada em várias partes do país, recebendo diferentes nomes. No nordeste é conhecido como “Bumba Meu Boi” ou “Boi Bumbá”. Em Santa Catarina a brincadeira está presente em quase todos os municípios do litoral com o nome de “Boi-de-mamão”.

    Antigamente, a brincadeira era conhecida em nosso litoral como “Boi de Pano”, mas com a pressa de fazê-lo, acabaram utilizando um mamão verde para fazer a cabeça do boi. Daí o nome de Boi-de-mamão, mantido até a época atual, onde se vê cabeças de todos os tipos, até mesmo de boi, menos de mamão. A descrição mais antiga do folguedo, em Florianópolis, é de 1871 feita pelo historiador José Arthur Boiteux.


    COMO É APRESENTADO
    Até os anos 80 o folguedo era apresentado nas ruas da cidade no período de junho a agosto. Os grupos percorriam as ruas dos bairros e se apresentavam em frente da casa daquele que contribuía com alguns trocados. Não havia valor fixo e cada um contribuía com o que podia. Hoje as apresentações se restringem a eventos e datas comemorativos, mas continuam tocando o coração de todos, principalmente das crianças. Além dos integrantes do grupo que vestem fantasias e dão vida a diversos personagens, a cantoria é acompanhada por 3 músicos com pandeiro, violão, gaita, incluindo um cantor que narra a estória.


    ENREDO
    O boi de estimação de Mateus, homem simples do interior da ilha, como algo que lhe faz mal e acaba morrendo. Desesperado, Mateus busca ajuda do médico e curandeiro para ressuscitá-lo. O boi ressuscita e toda a freguesia festeja.


    PERSONAGENS
    Os personagens são confeccionados com pano, esponja, papel, arame, madeira e materiais diversos.

    • Bernunça. É uma espécie de bicho-papão que engole tudo o que encontra pela frente.

    • Maricota. É uma senhora espalhafatosa bem alta com os braços moles de panos.

    • Boi. É o personagem central da história, movimenta-se bastante e é ágil.

    • Cabrinha, Cavalinho e Menino. São personagens sempre presentes na história.

    • Homem. Faz parte da história e sua interpretação é fundamental.

    • Músicos. São peças fundamentais para contar a história e dar ritmo à brincadeira.
  • Saiba como tornar-se um Patrocinador ou Apoiador



    E-mail: cbto2013@ag3eventos.com.br
    Fone: (48) 3235 1302



  • Durante o CBTO 2013 será realizada em conjunto uma Feira de Expositores com diversas opções de stands com produtos e serviços relacionados à Terapia Ocupacional, mas também com opções de cultura regional, artesanato, diversão, atividades, produtos regionais e muitas outras atrações. Todos os participantes do Congresso terão livre acesso à Feira.


    Se você quer ser um expositor da Feira, entre em contato:


    Empresa organizadora: AG3 Eventos
    E-mail: cbto2013@ag3eventos.com.br
    Fone: (48) 3235.1302 – (48) 8404.2491
    Irene Sanches de Oliveira

    Promoção: Abrato

    Realização: Abrato-SC
  • Para dúvidas contate:

    Organizadora


    E-mail: cbto2013@ag3eventos.com.br
    Fone: (48) 3235 1302
    Contato de Fornecedores – Irene Sanches (48) 8404 2491
    Contato de Participantes – Cris Bravo (48) 8412 3397
    Site: http://www.ag3eventos.com.br


    Agencia de Turismo Oficial

    amplestur
    Telefones:
    Gde. Florianopolis: (48) 2108 9422
    Outras localidades: 0800 601 9422
    Site: http://www.amplestur.com.br
  • Lançamento de Livros

  • Eixos e subeixos dos Trabalhos Científicos

    Clique aqui para enviar
    seu trabalho científico.


    Submeter trabalho
    PowerPointIcon Baixe o modelo de apresentação dos trabalhos científicos
    pdficon Baixe as regras para envio dos trabalhos em pdf

     

    Eixos:

    1)      Terapia Ocupacional no SUS – avanços e desafios profissionais na Saúde

    a. Estado democrático e Saúde como direito de todos;
    b. Fortalecimento do terapeuta ocupacional no SUS;
    c. Política Nacional de Atenção Primária;
    d. Política Nacional de Promoção da Saúde;
    e. A Intersetorialidade das Ações de Saúde;
    f. Política Nacional de Atenção Hospitalar, Rede de Atenção ás Urgências e as Emergências;
    g. Estado, políticas de saúde, organização, fiscalização, vigilância e a gestão na saúde;
    h. Saúde Suplementar;
    i. Saúde do profissional e estudante de Terapia Ocupacional



    2)      Políticas de Cuidado e Atenção a Grupos Específicos 

    a. Rede Cegonha e a Atenção à gestante e de atenção à criança; Saúde na Primeira Infância;
    b. Saúde do adolescente e do jovem;
    c. Atenção Integral à Saúde da população idosa;
    d. O terapeuta ocupacional em Saúde Mental e na Rede de Atenção Psicossocial;
    e. Rede de Atenção às Doenças e Condições Crônicas;
    f. Rede de Cuidado a Pessoa com Deficiência; Plano Nacional dos Direitos a Pessoa com deficiência – Plano viver sem limite, RBC – Reabilitação baseada na Comunidade;
    g. Saúde do Homem, saúde da mulher e gênero em saúde;
    h. O terapeuta ocupacional na atenção à saúde Indígena e às comunidades, quilombolas, dos povos: do campo e da floresta, nômades e/ou extrativistas;



    3)      Terapia Ocupacional e Contextos Sociais

    a. Terapia Ocupacional no campo social: fundamentos, recursos metodológicos; práticas comunidades, grupos sujeitos;
    b. Intervenção com comunidades, grupos e sujeitos em defesa de direitos e cidadania;
    c. Desenvolvimento sociambiental, socioeconômico e sociocultural de pessoas, famílias, grupos e comunidades;
    d. Comunidades tradicionais e a intervenção em Terapia Ocupacional;
    e. Articulação das ações territoriais, na comunidade e sociedade civil: interdisciplinaridade, construção de redes e intersetorialidade;



    4)      Terapia Ocupacional no SUAS – avanços e desafios profissionais na Assistência Social

    a. A Política Nacional da Assistência Social e a inserção do terapeuta ocupacional;
    b. Programas e ações vinculados à Política de Proteção Social Básica e a Terapia Ocupacional;
    c. Programas e ações vinculados à Política de Proteção Social Especial e a Terapia Ocupacional;
    d. Assistência social, cidadania e inclusão social e práticas terapêuticas ocupacionais;



    5)      Terapia Ocupacional nas Políticas, nos Programas e nas Ações Artísticas e Culturais – avanços e desafios profissionais

    a. Pontos de Cultura, Espaços Culturais entre outros;
    b. Promoção e avaliação da arte como estratégia, recurso e outras finalidades;
    c. Terapia Ocupacional e Políticas de Lazer e Cultura: desafios profissionais nos espaços de convivência, lazer e cultura;
    d. Criação, difusão, mediação por meio das artes e da cultura e grupos populacionais;
    e. Terapia Ocupacional em ações na interface corpo e arte;



    6)      Terapia Ocupacional no Sistema de Justiça e Segurança Pública 

    a. Política Nacional de Segurança Pública, comunidades vulneráveis e violência;
    b. Populações em situação de privação da liberdade e atuação do terapeuta ocupacional;
    c. Defesa da mulher, violência contra a mulher, questões de gênero e violência;
    d. Sistema de atendimento e ações socioeducativas;
    e. Direitos e cidadania de grupos específicos da população;



    7)      Terapia Ocupacional nas Políticas, Programas e Ações de Trabalho e Emprego

    a. Desafios para inclusão no trabalho, a reabilitação profissional e atuação dos terapeutas ocupacionais;
    b. Políticas de Previdência Social, avanços e desafios dos profissionais no INSS e seguridade e saúde;
    c. Estratégias da economia solidária, associativismo e cooperativismo;
    d. Desenvolvimento sustentável e políticas relacionadas ao meio ambiente;
    e. Oficinas de geração de renda e as populações em situação de vulnerabilidade social;
    f. Prevenção, assistência e vigilância aos agravos relacionados ao trabalho, saúde do trabalhador;



    8)      Terapia Ocupacional no Sistema Educacional – avanços e desafios da educação pública brasileira e o terapeuta ocupacional

    a. Inclusão escolar e a Política Nacional de Educação Especial e sala de recursos multifuncionais;
    b. Ações e práticas terapêuticas ocupacionais na escola pública;
    c. Sistema privado de ensino e a atuação do terapeuta ocupacional.



    9)      Terapia Ocupacional e seus Pressupostos Teóricos e Metodológicos

    a. Fundamentos teóricos e metodológicos;
    b. Atividades e recursos: conceitos, práticas e formação;
    c. A clínica e a política na produção de cuidado em Terapia Ocupacional;
    d. Terapia Ocupacional e os desafios na contemporaneidade;



      10)   Formação, Graduação, Pós-Graduação e Pesquisa em Terapia Ocupacional

    a. Desafios do Ensino Superior e a inserção, a ampliação e o fortalecimento de cursos de graduação em Terapia Ocupacional no país;
    b. Propostas inovadoras em metodologias de ensino-aprendizagem;
    c. Terapia Ocupacional no Desenvolvimento Científico e Tecnológico: desafios profissionais para inovação, tecnologia, empreendedorismo e pesquisa;
    d. Pesquisa em Terapia Ocupacional: Reflexões, produções e estratégias;
    e. Cursos de pós-graduação lato sensu e residências profissionais;
    f. Especialidades Profissionais e formação continuada;
    g. Práticas de Extensão e a formação do Terapeuta Ocupacional na comunidade e no território;



    11)   Interdisciplinaridade, Ações Integradoras e a Terapia Ocupacional

    a. Terapia Ocupacional e Gestão nas Políticas Públicas;
    b. Integração entre setores, políticas e propostas interdisciplinares e interprofissionalidade;
    c. Práticas baseadas na intersetorialidade e transdisciplinariedade;
    d. Terapia Ocupacional no Desporto e Paradesporto;
    e. Terceiro setor e Terapia Ocupacional;
    f. Empreendedorismo e Terapia Ocupacional;
    g. Terapia Ocupacional: Ações em situação de Desastres;
    h. Terapia Ocupacional e Direitos Humanos.


  • Comissão Organizadora - CBTO 2013

    MINI CURRICULO


    Almerize Verônica Leite, terapeuta ocupacional (SC)
    Especialização em Psicopedagogia, Especialização com formação clinica Psicopedagógica
    Especialização em Práticas Pedagógicas na Educação Infantil, Séries Iniciais e Educação Especial
    Vice-presidente da ABRATO-SC
    Vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (COMDE)
    Conselheira do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CONEDE).

    Beatriz Macali de Souza, terapeuta ocupacional (SC)
    Especialista em Gerontologia Social
    Atua: Secretaria de Assistência Social, JLLE/SC
    Membro da Associação brasileira dos terapeutas ocupacionais, regional Santa Catarina – Abrato-SC

    Carlene Borges, terapeuta ocupacional (GO)
    Delegada World Federation of Occupational Therapists – WFOT
    Supervisora Técnica do CAPS Beija-flor em Goiania
    Especialização em Saúde Pública
    Mestre em Psicologia Social

    Érika Nobre, terapeuta ocupacional (CE)
    Especialista em Saúde Mental
    Especialista em Terapia Familiar
    Conselheira do Conselho Estadual de Assistência Social – CEAS pelo CREFITO-6
    Presidente da Associação dos terapeutas ocupacionais do Ceara – ACTO

    Fabiana Domeciano, terapeuta ocupacional (SC)
    Área de atuação: Hospitalar
    Conselheira do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência de Joinville pela ABRATO-SC
    Membro da Associação brasileira dos terapeutas ocupacionais, Regional Santa Catarina – ABRATO-SC

    Lizete Antunes, terapeuta ocupacional (SC)
    Presidente da Abrato-SC (2011-2013)
    Vice-presidente do CREFITO-10 (2009-2013)
    Presidente do XIII Congresso Brasileiro de Terapia Ocupacional – CBTO/2013

    Naum Mesquita, terapeuta ocupacional (DF)
    Mestre em Saúde Pública
    Delegado da ABRATO junto a World Federation of Occupational Therapists
    Presidente da Associação brasileira dos terapeutas ocupacionais – Abrato (gestão 2011/2013)
    Presidente de Honra do XIII Congresso Brasileiro de Terapia Ocupacional – CBTO/2013

    Suzana Elisa Sedrez Szabunia, terapeuta ocupacional (SC)
    Pós-graduada em Terapia Ocupacional: Uma Visão Dinâmica em Neurologia
    Atua: Instituto Nacional do Seguro Social – INSS
    Membro da Associação brasileira dos terapeutas ocupacionais, Regional Santa Catarina – ABRATO-SC

    Tatiana Vieira do Couto, terapeuta ocupacional (SP)
    Especialista em Geriatria e Gerontologia
    Preceptora do Aprimoramento Interdisciplinar em Geriatria e Gerontologia em Terapia Ocupacional no Hospital do Servidor Público Estadual
    Assistente Técnica de Saúde I na Diretoria do Hospital do Servidor Público Estadual
    Presidente da Associação de Terapia Ocupacional do Estado de SP (gestão 2009/2012 e 2013/2016)